Buscar

Convivência escolar e prática pedagógica

O professor pode estudar como se conectar com a criança, ganhar e receber respeito como uma troca mútua. Não deixar que a criança domine, sempre orientar e incluir, mostrar claramente as regras e trabalhar a inclusão e empatia na escola, as crianças precisam entender as diferenças e respeitar. Regras simples e claras são de extrema importância. A ordem e o respeito de casa pra escola e da escola para casa organiza o cérebro e leva ao amadurecimento. Nunca infantilizar ou deixar a criança retida em classe de crianças menores, ele imitam, devem conviver com quem ensina coisas novas e da idade real. O Down aprende tudo na prática e por repetição, então devemos planejar sempre atividades no concreto e sempre de forma real, para q ele possa aprender executando muitas vezes a tarefa, evitando ao máximo muita fantasia. Trabalhar sempre a autonomia e nunca segregar, excluir ou fazer diferença, eles entendem mais do que expressam. Trabalhar a curiosidade e a vontade de aprender, se existe frustração existe a fuga. Por fim, trabalhar a oralidade no concreto, frases curtas e diretas, regras curtas e claras, o entendimento da linguagem melhora o pedagógico e o cognitivo. Síndrome de Down agora é T21 Texto: Simone Galvão de França

Foto: Yuri mamãe Priscila

53 visualizações0 comentário