Buscar

O assunto é: Transferência de dependência. 

Observando melhor o dia a dia do adulto com Síndrome de Down, verifiquei em alguns casos a transferência de dependência.

Temos que tomar cuidado para que o discurso da inclusão de projetos e ONGs não se tornem uma muleta ou uma dependência para nossos filhos.

Percebi isso ao conversar com um adulto com Síndrome de Down que somente faz algo se a coordenadora do projeto que ele frequenta autorizar e se possível estar junto para controlar.

Saiu das garras da família mas está preso nas garras de outra pessoa.

Sair da caixinha e procurar a real liberdade, não pode ser apenas um bonito discurso, lutar pela causa é ter a certeza que eles podem aprender a tomar decisões sozinhos, que eles podem escolher o que melhor agrada ou lhe faz feliz!

Ensinar que eles podem e devem ser protagonistas da sua vida, nao dependendo de outras pessoas para caminhar.

Faço um convite para as famílias, vamos pensar nisso?

Texto: Simone Galvão de França

www.montessoridaycare.com.br

72 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo