Buscar

Comportamento pais e filhos

Uma das nossas tarefas como pais é aprender a fazer a diferença através das regras. Nesse sentido o mais importante é que você mesmo seja o primeiro a respeitar essas normas, internalizá-las, e também ensinar os seus filhos a segui-las sem que isso faça você se alterar.

Essa é a parte mais difícil, quem não se altera ? Rs

Sim, as vezes acontece, mas não deve ser uma constante.

Procurar trabalhar desde muito cedo habilidades de bom comportamento, de auxílio mútuo em casa, de respeito e disciplina, ajuda muito quando a criança chegar em fases de oposição, do famoso não pra tudo.

Nossos filhos tem essa característica, gostam de contrariar as regras, parece bonitinho no começo, mas se torna incontrolável na segunda infância e na adolescência e vida adulta torna-se uma situação triste e constrangedora.

Não permita que isso aconteça, estabeleça limites desde cedo, pratique regras básicas de quando estiver falando com a criança que ela aprenda a olhar para vc, estabeleça e treine que ela tenha paciência quando vc estiver ensinando algo a ela, ensinando que ela deve esperar, eles por vezes são ansiosos e isso atrapalha no aprendizado.

Siga e respeite as suas próprias normas.

Seja coerente, é importante para que a criança não se sinta desorientada quando você apontar algo. Do contrário, não levarão muito a sério.

Estabeleça claramente os limites, e explique o motivo, com poucas palavras e com mais ação, o exemplo vale mais do que palavras.

Cuidado! Você precisa saber que as crianças adoram colocar os limites à prova, essa é sua maneira de experimentar. Não se trata de uma ofensa pessoal. Por isso, ao estabelecer limites claros e explicá-los, a criança poderá perder o interesse em explorar aquilo, e consequentemente evitará o conflito.

Reconheça quando seus filhos fizerem as coisas corretamente. Isso é importante para deixar uma marca positiva neles, e fazer com que continuem interessados em agir corretamente.

Utilize a psicologia infantil e a disciplina positiva para educar.

Procure principalmente fazer disso uma regra de vida e estabeleça que todos da casa sigam e sejam coerentes.

Avise avós, tios e tias, irmãos e primos, oriente a escola e todos que convivem com a criança a seguirem a mesma regra e assim a criança não se perderá.

Não acate e não permita que a criança ganhe o jogo, vc é o adulto, portanto o facilitador e orientador.

Procure ensinar e trabalhar a disciplina sem oprimir Não interfira no desenvolvimento da criança, estude e procure fazer um treinamento para isso, observe mais e espere a criança tentar sozinha, para planejar como ajudar sem dar de bandeja.

Não entregue tudo na mão dela, mesmo que ela não seja verbal, procure deixar e ensinar que ela faça seu planejamento mental e ensine a trabalhar gestos com amor e paciência vcs vão conseguir estabelecer essa conexão, deixe que ela se esforce, ela consegue se vc apenas mediar e não fizer por ela aquilo q ela já pode fazer sozinha.

Eles conseguem muito mais se estiverem ao lado deles adultos preparados para ensinar a caminhar.

Texto: Simone Galvão de França



57 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo